Tema de Fundo do Blog Repense | Multibenefícios GPA

Blog Repense | Multibenefícios GPA

Data driven: como o RH pode ser otimizado pelos dados

Publicado em 20/04/2022
Data driven: como o RH pode ser otimizado pelos dados

Uma boa gestão de dados é muito importante para o mundo corporativo, principalmente quando falamos do setor de Recursos Humanos. Processos orientados por dados permitem que o RH seja mais estratégico e analítico nas tomadas de decisões e atenda os interesses da empresa na contratação de profissionais para cada posição, contribuindo inclusive no desenvolvimento de carreiras. Esse conceito é chamado de data driven.

Neste artigo, vamos entender quais os principais benefícios de ter um RH orientando pelo data driven e como o people analytics é capaz de organizar seus dados e entregar insights para sua organização, possibilitando o acompanhamento desde o processo de contratação do(a) colaborador(a) até sua evolução na empresa.

 

Leia mais: RH 4.0 - Como aplicar esta tendência do mundo corporativo

 

O que é data driven

Antes de entrarmos no tema do artigo, vamos saber mais um pouco sobre o data driven? O conceito, que se traduz, literalmente, como “guiado por dados", consiste na captação e processamento de informações sobre as pessoas para otimizar seu papel dentro da companhia e suas carreiras, contribuindo para aumentar o poder de decisão, evitando erros de cálculos na gestão do negócio.

Um RH data driven consegue prever situações e se preparar para problemas que poderão surgir pelo caminho, uma vez que a análise dos dados gera informações que orientarão o planejamento estratégico da organização.

A coleta de dados ocorre de diversas fontes, como:

  • Sistemas ERP;
  • CRM;
  • Sistemas de vendas e marketing;
  • Mídias sociais;
  • Dados de mercado;
  • Consultorias;
  • Entre outras coisas.

Vale lembrar que os(as) profissionais de RH que vão lidar com os dados devem estar capacitados(as) para interpretá-los e, em seguida, aplicar as melhores estratégias com base nas informações apontadas.

 

Leia mais: Inteligências Artificiais: como elas estão presentes no mercado de trabalho

 

A importância de ter um RH orientado por dados

Dentro da empresa, o RH tem uma missão clara e importante: cuidar das pessoas. A gestão de dados ajuda a área a gerir o capital humano de forma mais simples e segura. É possível entender como um(a) colaborador(a) ou equipe responde a uma determinada situação e acompanhar sua curva de evolução.

Hoje, as ferramentas que fazem um RH data driven são capazes até de prever alguns tipos de comportamento do(a) funcionário(a). Por isso, quando o setor implementa o conceito, começa a conhecer melhor a realidade da gestão de pessoas e isso torna o RH mais forte e preparado para qualquer imprevisto, tornando a empresa mais competitiva no mercado, melhorando os seus processos e sua estrutura.

Isso se reflete em benefícios, tais como:

  • Melhora da eficiência e produtividade;
  • Tomada de decisões mais rápida e efetiva;
  • Criação de novos programas para avaliação dos(as) colaboradores(as);
  • Otimização da experiência dos(as) profissionais na empresa;
  • Melhor avaliação das lideranças e dos(as) colaboradores(as).

 

Leia mais: Faça como as melhores empresas do mercado: invista em capital humano

 

Qual a relação entre data driven e people analytics?

É quase impossível falar de RH data driven sem citarmos outro conceito, o People Analytics, que é a forma de gestão de pessoas baseada na análise dos dados coletados sobre os(as) colaboradores(as) da empresa digitalmente. Os dois conceitos usam dados para compreender como lidar com as pessoas e tomar decisões baseadas no desenvolvimento profissional e no sucesso do negócio.

Segundo a consultoria McKinsey, as instituições que já utilizam o people analytics na área de  Recursos Humanos aumentaram em 80% a eficiência no recrutamento e cresceram 25% em produtividade. Sem falar que também houve redução de atritos internos e aumento de lucro.

O principal passo para fazer o RH ser orientado por dados e colocar em prática o people analytics na empresa é proporcionar o treinamento e a capacitação da equipe de RH. Lembre-se: a metodologia usa a ciência da computação dentro do RH. Ou seja, os profissionais do departamento precisam conseguir questionar, coletar, tratar, analisar, modelar e interpretar todos os dados.

 

Leia mais: Gestão à distância: soluções que auxiliam o RH

 

Como o RH pode fazer contratações sendo orientado por data driven

No processo de recrutamento e seleção orientado por dados, o RH utiliza tecnologias e métodos de análise para avaliar talentos, identificando profissionais adequados(as) para cada vaga. Utilizar o data driven ajuda-o a analisar os requisitos que o cargo exige, comparando as competências dos profissionais para escolher candidatos(as) de maneira assertiva.

Não é por acaso que essa metodologia também recebe o nome de recrutamento inteligente, já que consegue usar recursos de inteligência artificial para analisar grandes volumes de dados oriundos de várias fontes diferentes.

Com as ferramentas data driven, todas as informações para o processo seletivo podem ser coletadas nos bancos de talentos da empresa, nas plataformas de recrutamento e nos perfis em mídias sociais, deixando o processo de seleção mais rápido, dinâmico e certeiro.

A interpretação dos dados para o RH garante um oceano de possibilidades e saber trabalhar assim pode acelerar o passo para uma cultura organizacional mais analítica, responsável e segura.  Adotar essa prática pode, ainda, trazer uma transformação digital efetiva para a organização, que conquista uma gestão orientada por dados, beneficiando pessoas e empresa.

Então, que tal implantar o data driven e fazer os dados trabalharem em benefícios das pessoas da sua empresa?

 

Leia mais: Retenção de talentos: desafio para o gestor mesmo em tempos de alto nível de desemprego

Compartilhe

Artigos Relacionados

Sua Empresa

ESG e Sustentabilidade: como o RH pode atuar?

É preciso preservar o meio ambiente. Disso, ninguém duvida. Mas, a cada reunião, simpósio ou encontro entre nações fica claro [...]

Publicado em: 21/07/2022

Sua Empresa

Gamificação - Como jogos podem engajar e motivar o time

É difícil encontrar uma pessoa que nunca tenha ficado horas na frente de alguma tela para passar de uma fase [...]

Publicado em: 13/07/2022

Sua Empresa

LGPD: O que o RH precisa saber sobre a lei

Apesar de a LGPD (sigla para Lei Geral de Proteção de Dados) já estar em vigor desde 2018, a adesão [...]

Publicado em: 27/06/2022